Desvios críticos: códigos projetivos entre arte, arquitetura e design a partir da obra de Regina Silveira

Juliana Pontes Ribeiro

Resumo


O presente artigo trata da dimensão metodológica da arte de Regina Silveira, em que se verifica a noção compartilhada de projeto entre a arte e diversas outras áreas projetuais, sendo que a arquitetura e o design foram tomados como exemplos permanentes neste estudo. Nesse contexto, o termo projeto é entendido, pelo viés metodológico, como recurso para a viabilização de propostas criativas e ações interdisciplinares. Nesse ponto, tangencia-se a noção de campo de conhecimento e a formação disciplinar dos territórios do saber formal. O pensamento interdisciplinar é tratado como recurso de ampliação da potência de um campo, assim como uma lógica de desvio, uma forma de reconfigurar a natureza original de determinados elementos nascidos em alguma tradição disciplinar específica. A ideia de desvio metodológico é trazida ao debate, de maneira ampla, por meio de exemplos de obras de artistas diversos além da própria Regina Silveira.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.