Identificando tipos móveis: metodologia para o estabelecimento da origem do design das faces tipográficas da Funtimod

Isabella Ribeiro Aragão, Priscila Lena Farias

Resumo


A história da tipografia brasileira, especialmente no que concerne ao desenho dos tipos, ainda é um assunto pouco explorado por pesquisadores da área de design. Levando em consideração que as fundições de tipos nacionais podiam fabricar fontes com desenhos originais ou reproduzir desenhos estrangeiros, este artigo descreve os métodos e procedimentos adotados para identificar e estabelecer as origens das faces tipográficas presentes nos catálogos de tipos da Funtimod – Fundição de Tipos Modernos, a maior empresa brasileira do ramo no século 20. A partir da aplicação da metodologia aqui descrita, que tem como destaque a utilização de métodos analíticos comparativos, concluiu-se que a maior parte da coleção tipográfica da Funtimod era formada por tipos cujos desenhos foram originalmente projetados por empresas alemãs.


Texto completo:

PDF

Referências


ARAGÃO, I. R. Os tipos móveis de metal da Editora UFPE: apontamentos e descobertas. In: 9 Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design 2010, 2010, São Paulo. Anais do 9 Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design 2010. São Paulo: PPG em Design | Universidade Anhembi Morumbi, AEND-Brasil, 2010a.

ARAGÃO, I. R. Um breve panorama dos catálogos de tipos das fundidoras Funtimod e Manig. In: 9 Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design 2010, 2010, São Paulo. Anais do 9 Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design 2010. São Paulo: PPG em Design | Universidade Anhembi Morumbi, AEND-Brasil, 2010b.

ARAGÃO, I. R. Tipos móveis de metal da Funtimod: contribuições para história tipográfica brasileira. Tese de doutorado não publicada. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Universidade de São Paulo, Brasil, 2016.

ARAGÃO, I. R.; FARIAS, Priscila L.; CUNHA LIMA, Edna L. Um estudo sobre catálogos de tipos de fundidoras brasileiras dos séculos 19 e 20. In: CIDI 2013- 6th Information Design International Conference, 2014, Recife. Proceedings of the 6th Information Design International Conference, 5th InfoDesign, 6th CONGIC [= Blucher Design Proceedings, v.1, n.2]. São Paulo: Blucher, 2014. p. 1-9.

CARTER, H. A view of early typography up to about 1600. Oxford: Oxford University, 1969.

CHENG, K. Designing type. New Haven: Yale University, Press, 2005.

CUNHA LIMA, E. L. Fundidoras de Tipo do Século XIX Anunciantes no Almanack Laemmert. Relatório de pesquisa. 2006. Available on: . Acesso em: 02.01.2013.

CUNHA LIMA, E. L. 50 Anos de Fundição de Tipos na Imprensa Nacional (1810-1860). In: II SeminárioBrasileiro Livro e História Editorial, 2009, Rio de Janeiro. Anais do II Seminário Brasileiro Livro e História Editorial, 2009. Rio de Janeiro: UFF, 2009.

CUNHA LIMA, E. L. O fundidor de tipos Luis Muratet e sua atuação no Rio de Janeiro (1859- 1865). In: 10° P&D Design - Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design, 2012, São Luis. Anais do 10 Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design. São Luis: EDUFMA, 2012.

CUNHA LIMA, E. L.; ARAGÃO, I. R.; FARIAS, P. L. Describing movable type specimens: a contribution to Brazilian (tipo)graphic memory. In: FADEL, Luciane M.; SPINILLO, Carla G.; MOURA, Monica; TRISKA, Ricardo. (Org.). Selected Readings of the 5th Information Design International Conference: research and practice. 1ed.Florianópolis: Sociedade Brasileira de Design da Informação, 2013, v. , p. 233-249.

DOWDING, G. An introduction to the history of printing types: an illustrated summary of the main stages in the development of type design from 1440 up to the present day. An AID to type face identification. Londres: The British Library, Oak Knoll, 1998 [1961].

FARIAS, Priscila L. Memória gráfica paulistana: estudos exploratórios sobre tipografia e identidade. Relatório de Pesquisa. 2013.

FARIAS, P. L.; ARAGÃO, I. R. ; CUNHA LIMA, E. L. Unraveling aspects of Brazilian design history through the study of 19th century almanacs and type specimens. In: Design Research Society International Conference, 2012, Bangkok. Conference Proceedings: Design Research Society 2012: Bangkok. Bangkok: Chulalongkorn University, 2012. v. 2. p. 498-511.

GODOY, A. S. Estudo de caso qualitativo. In: GODOI, Christiane Kleinübing; BANDEIRA-DEMELO, Rodrigo; SILVA, Anielson Barbosa da (Org.). Pesquisa qualitativa em estudos organizacionais: paradigmas, estratégias e métodos. São Paulo: saraiva, 2006, p.115-146.

JASPERT, W. P.; BERRY, W. T.; JOHNSON, A. F. Encyclopaedia of typefaces. 4 ed. London: Cassel Illustrated, 2008.

KABEL. [Folheto de divulgação da versão especial]. Offenbach: Gebr. Klingspor, [193-].

KLINGSPOR, K. H. [letter sent to Horst Heiderhoff, D. Stempel’s director of advertisement]. Traduzida por Indra Kupferschmid. 31 jul. 1978.

KUPFERSCHMID, I. How Wagner & Schmidt complicated type history. [Resumo de apresentação]. 2014. Disponível em: . Acesso em 16 jan. 2016.

LAWSON, A. Anatomy of a typeface. Boston: Godine, 1990.

MARTINS, G. de A. Estudo de caso: uma estratégia de pesquisa. 2 ed. São Paulo: Atlas, 2008.

McGREW, M. American metal typefaces of the twentieth century. New Castle, Delaware, 1993.

MILES, M. B.; HUBERMAN, A. M. Qualitative data analysis: an expanded sourcebook. 2. ed. California, London, New Deli: Sage, 1994.

MONTROSE-HELKER, W. Post-war type marketing: a comparative study of three European type foundries during the 1950s and 1960s. Dissertação de mestrado do Department of typography and Graphic Communication da University of Reading, Reading. 2013.

PORTA, F. Dicionário de Artes Gráficas. Porto Alegre: Globo, 1958.

REICHARDT, H. Internationales Verzeichnis der Bleisatz-Schriften, 2011. Available on: . Acesso em: 23 jan 2016.

SEEMANN, A. Handbuch der Schriftarten. Leipzig: Verlag, 1926.

VERVLIET, H. D. L. The palaeotypography of the french renaissance: selected papers on sixteenthcentury typefaces. V.1. Leiden, Boston: Brill, 2008.

VERVLIET, H. D. L. French renaissance printing types: a conspectus. United Kingdom: The Bibliographical Society of London, The Printing Historical Society, Oak Knoll Press, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.