O ensino de Comunicação Visual nos anos 1960: estudo de caso da FAU USP

Dora Souza Dias, Marcos da Costa Braga

Resumo


O resgate e registro de histórias do design brasileiro são parte necessária para a construção da identidade da profissão do design em território brasileiro. O processo de institucionalização do design no País iniciou-se nos anos 1960 com o envolvimento de algumas instituições, sendo uma delas a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU USP). Focando no caso da FAU USP, este artigo aborda o ensino da comunicação visual no Brasil nos anos 1960, com o objetivo de traçar suas origens e referências. Este estudo priorizou o uso de fontes primárias analisadas qualitativamente, e algumas das imagens identificadas são aqui apresentadas com o objetivo de ilustrar características das metodologias de ensino empregadas. Neste artigo, conclui-se que a atuação dos docentes envolvidos no ensino de comunicação visual na FAU USP foi determinante na definição de uma de suas características mais evidentes no período: a dicotomia entre modos objetivo e subjetivo de abordagem do ensino de comunicação visual.


Palavras-chave


Design gráfico, Ensino superior, Arquitetura, Brasil

Texto completo:

PDF

Referências


ALBERTI, Verena. Manual de história oral. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2005.

BARROS, José D’ Assunção. Sobre a feitura da micro-história. Revista OPSIS, vol. 7, n. 9, p. 167-185, 2007.

BRUAND, Yves. Arquitetura contemporânea no Brasil. Trad. Ana M. Goldberger. 2. ed. São Paulo: Perspectiva, 1991.

BULMER-THOMAS, Victor. As economias latino-americanas, 1929-1939. 1994. In: BETHELL, Leslie (org.). História da América Latina: A América Latina após 1930: economia e sociedade. Trad. Geraldo G. de Souza. – São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo; Brasília, DF: Fundação Alexandre Gusmão, 2009.

CARVALHO, Ana Paula Coelho de. O ensino paulistano de design: a formação das escolas pioneiras. 2012. 300p. Dissertação (Mestrado – Área de concentração: Design e Arquitetura) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, São Paulo. Orientação: BRAGA, Marcos da Costa. São Paulo: FAU USP, 2012.

DAHER, Luiz Carlos. O espaço arquitetônico brasileiro dos últimos 20 anos e a formação profissional do arquiteto. Sinopses. Especial memória. São Paulo: 1993. p. 156-165.

DIAS, Dora Souza. O ensino da Comunicação Visual nos anos 1960: a contribuição de Ernest Robert de Carvalho Mange. In: Braga, Marcos da Costa; Dias, Dora Souza. (Org.). Histórias do Design no Brasil II. São Paulo: AnnaBlume, 2014. p. 35-58.

DIAS, Dora Souza; BRAGA, Marcos da Costa. Os exercícios da Sequência de Comunicação Visual da FAU USP (1961-1968): fragmentos de uma história em construção. Linguagens gráficas. Rio de Janeiro, v. I, n. 1, jun. 2014, p. 57-69. Disponível em: .

FAU USP. Programa Proposto para 1963. São Paulo: FAU USP, 1963.

FRANCO, Luiz Roberto de Carvalho; IMPARATO, Dario; NEVES, José Maria da Silva; SANOVICZ, Abrahão; GRINOVER, Lucio; CAMPOS, Cândido Malta ; CAUDURO, João Carlos; KATINSKY, Júlio Roberto. O histórico brasileiro e a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo. São Paulo: FAU USP, 1964.

LEVI, Giovanni. Sobre a micro-história. In: BURKE, Peter. A escrita da história: novas perspectivas, p. 133-161. São Paulo: Editora da UNESP, 1992.

MELLO, João Manuel Cardoso de; NOVAIS, Fernando A. Capitalismo tardio e sociabilidade moderna. In: NOVAIS, Fernando A. (coord. geral); SCHWARCZ, Lilia Moritz (org.). História privada do Brasil: contrastes da intimidade contemporânea. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

MILLAN, Carlos Barjas. O Ateliê na formação do arquiteto. São Paulo: FAU USP, 1962.

OLIVEIRA, Lúcia Helena M. M.; GATTI JR.; Décio. História das instituições educativas: um novo olhar historiográfica. p. 73-76. In: Cadernos de História da Educação, v. 1, n. 1, jan./dez. 2002.

PEREIRA, Juliano Aparecido. Desenho industrial e arquitetura no ensino da FAU-USP (1948-1968). Tese. (Doutorado – Área de Concentração: Teoria e História da Arquitetura e do Urbanismo) – Departamento de Arquitetura e Urbanismo, Escola Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo. Orientação: ANELLI, Renato Luiz Sobral. São Carlos: EESC USP, 2009.

POUPART, Jean. A entrevista de tipo qualitativo: considerações epistemológicas, teóricas e metodológicas. In: ___. A pesquisa qualitativa: enfoques epistemológicos e metodológicos. Petrópolis: Vozes, 2008. p. 215-253.

SIQUEIRA, Renata; BRAGA, Marcos da Costa. FAUUSP, 1962: a implementação do grupo de disciplinas de Desenho Industrial no curso de Arquitetura e Urbanismo. In: Anais do 5o Congresso Internacional de Pesquisa em Design. Congresso Internacional de Pesquisa em Design (CIPED). Bauru: UNESP/ Anpedesign, 2009.

ZANETTINI, Siegbert. O ensino de projeto na área de edificação. São Paulo: FAU USP, 1980.

Entrevistas

CAUDURO, João Carlos. Depoimento [maio de 2015]. Entrevistado por Dora Souza Dias.

KATZ P., Renina. Depoimento [janeiro de 2013]. Entrevistada por Dora Souza Dias e Marcos da Costa Braga.

MOTTA, Flávio. Artistas e Arquitetos. Ocupação Flávio Império (2011). Disponível em: Acesso em 25 de julho de 2013.

MONZÉGLIO, Élide. Depoimento [abril de 2001]. Entrevistada por Leandro Giamas Iafigliola. Disponível no Trabalho Final de Graduação do entrevistador.

NARUTO, Minoru. Depoimento [agosto de 2013]. Entrevistado por Dora Souza Dias.

ROCHA, Ari Antonio. Depoimento [dezembro de 2012]. Entrevistado por Dora Souza Dias.

TOZZI, Claudio Jose. Depoimento [dezembro de 2013]. Entrevistado por Dora Souza Dias.

XAVIER, João Baptista Alves. Depoimento [julho de 2013]. Entrevistado por Dora Souza Dias.

ZIBEL, Carlos Roberto da Costa. Depoimento [novembro de 2013]. Entrevistado por Dora Souza Dias.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.