Design e emoção na qualificação das experiências de educação: redução da ansiedade na busca de cursos de mestrado

Jussana Ramos dos Santos, Leandro Miletto Tonetto

Resumo


A pesquisa em design tem revelado uma crescente preocupação com a qualificação das experiências vividas pela sociedade em geral, a fim de promover melhorias na vida cotidiana. Uma das áreas em foco nos estudos sobre a experiência do usuário é a educação, e as experiências projetadas podem ir desde a promoção de emoções positivas, como a inspiração, até a redução de reações negativas, como a ansiedade. A pesquisa relatada teve como objetivo discutir como a análise da experiência do usuário pode contribuir para o processo de design de experiências na área de educação, a fim de reduzir a ansiedade na escolha de programas de mestrado. Foram realizadas vinte entrevistas em profundidade com pessoas em processo de busca de informações sobre programas de mestrado. Os resultados indicaram uma série de gatilhos (causas) da experiência de ansiedade. Foi possível perceber que é possível projetar com base na compreensão de tais gatilhos, a fim de evitar experiências negativas na escolha de cursos em nível de mestrado.


Palavras-chave


Design Emocional; Experiência do Usuário; Teoria dos Appraisals; Educação

Texto completo:

PDF

Referências


BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1995.

CASTILLO, A.R. G. L.; ASBAHR, F. R.; MANFRO, G.G. Transtornos de ansiedade. Revista Brasileira Psiquiatria, vol. 22, n. 2, 2000.

DEMIR, E.; DESMET, P. M. A.; HEKKERT, P. Appraisal Patterns of Emotions in Human-Product Interaction. International Journal of Design. vol. 3, n. 2, 2009.

DESMET, P. Designing emotions. Tese de Doutorado não publicada, Delft University of Technology, Delft, The Netherlands, 2002.

DESMET, P.; HEKKERT, P. Framework of Product Experience. International Journal of Design. vol.1, n.1, 2007.

DESMET, P.; HEKKERT, P. Special Issue Editorial: Design & Emotion. Internacional Journal of Design, vol.3, n.2, 2009.

ELLSWORTH, P. C.; SCHERER, K. R. Appraisal processes in emotion. In R. J. DAVIDSON, H. GOLDSMITH, & K. R. SCHERER (Eds.), Handbook of Affective Sciences. Oxford: Oxford University Press, 2003.

FONTANELLA, B.; RICAS, J.; TURATO, E. Amostragem por saturação em pesquisas qualitativas em saúde: contribuições teóricas. Caderno Saúde Pública, vol.24, n.1, 2008.

FRIJDA, N. H., KUIPERS, P.; TER SCHURE, E. Relations among emotion, appraisal, and emotional action readiness. Journal of Personality and Social Psychology, vol.57, n.2, 1989.

HOFFART, Ingvill. Designing for emotions – theoretical and practical issues in using emotion as a guiding principle in design. Noruega, 2008.

LAZARUS, R. S. Emotion and adaptation. Oxford: Oxford University Press, 1991.

NARDI, A. E., MENDLOWICZ, M., FIGUEIRA, I., ANDRADE, Y., CAMISAO, C., MARQUES, C., et al. Transtorno de ansiedade generalizada - I: questões teóricas e diagnósticas. Jornal Brasileiro de Psiquiatria, vol.45, n.3, 1996.

ROSEMAN, I. J. A model of appraisal in the emotion system: Integrating theory, research, and applications. In K. SCHERER, A. SCHORR & T. JOHNSTONE (Eds.), Appraisal processes in emotion: Theory, methods, research. New York: Oxford University Press, 2001.

SCHERER, K. R. Appraisals considered as a process of multilevel sequential checking. In K. SCHERER, A. SCHORR, T. JOHNSTONE (Eds.), Appraisal processes in emotion: Theory, methods, research. New York: Oxford University Press, 2001.

SCHERER, K. R. What are emotions? And how can they be measured? Social Science Information, vol.44, n.4, 2005.

TONETTO, L. M.; COSTA, F. Design Emocional: conceitos, abordagens e perspectivas de pesquisa. Strategic Design Research Journal, vol.3, Set/Dez, 2011.

TONETTO, L.M.; DESMET, P. 2012. Natural language in measuring user emotions: A qualitative approach to quantitative survey-based emotion measurement. In: INTERNATIONAL CONFERENCE ON DESIGN & EMOTION, 8, London, 2012. Proceedings... London, 2012.




DOI: https://doi.org/10.35522/eed.v24i1.299

Apontamentos

  • Não há apontamentos.