Design responsivo e acessibilidade para dispositivos moveis: uma revisão sistemática de literatura

Armando Cardoso Ribas, Tarcisio Vanzin, Vania Ulbricht

Resumo


Este artigo responderá a seguinte questão de pesquisa: Há diretrizes e/ou critérios para criar páginas, sistemas WEB com acessibilidade utilizando a técnica de Design Responsivo? Para tanto foi realizada, em 2014, uma Revisão Sistemática de Literatura (RSL), considerada como uma conexão, ou agrupamento relacionando várias pesquisas para responder a uma pergunta bem definida. Como resultado mereceram destaque os autores Ethan Marcotte, precursor do Design responsivo, e Jakob Nielsen, considerado o pai da usabilidade.


Palavras-chave


Design Responsivo, Revisão sistemática, Acessibilidade

Texto completo:

PDF

Referências


GALVÃO, C M; SAWADA, N. O.; TREVIZAN, M A. Revisão Sistemática: recurso que proporciona a incorporação das evidências na prática da enfermagem. Rev. Latino-Am. Enfermagem. 2004.

GROSSECK, G.; MARINHO, S. P.; TÁRCIA, L. Educação a distância baseada na Web 2.0: a emergência de uma Pedagogia 2.0. Revista Educação e Linguagem, Vol. 12, n19, 2009.

GONÇALVES, V. M. B. A web semântica no contexto educativo. Tese (Doutorado). Universidade do Porto, 2007. Disponível em: <http://bibliotecadigital.ipb.pt/ bitstream/10198/620/1/tese_phd_vg.pdf>. Acesso em: 23 out. 2014.

HANDA, J. K.; SILVA, J. B. G. Objetos de Aprendizagem (Learning Objects). Boletim EAD. Unicamp, 31 de janeiro de 2003. Disponível em: <http://www.pucrs.br/famat/viali/tic_literatura/artigos/objetos/UNIrev_Ramos_et_al.pdf>. Acesso em: 14 abr. 2014.

IDC, Acessado no dia 01/09/2014 disponível no site http://www.idc.com/prodserv/smartphone-os-market-share.jsp

IBGE, Brasil em números = Brazil in figures / IBGE. Centro de Documentação e Disseminação de Informações. - Vol. 1 (1992- ). Rio de Janeiro, 2013-

LIMA, C. R. U.; SANTAROSA, L. M. C. Acessibilidade Tecnológica e Pedagógica na Apropriação das Tecnologias de Informação e Comunicação por Pessoas com Necessidades Educacionais Especiais. In: XIV Simpósio Brasileiro de Informática na Educação – SBIE, 2003. Disponível em: <http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/3709/000391527.pdf?sequence=1>.Acesso em: 1 mar. 2014.

LIMA, M. S. de; Soares, B. G. O.; Bacaltchuk, J. Psiquiatria baseada em evidências. Rev Bras Psiquiatr, set. 2000.

LINDE, K.; Willich, S. N. How objective are systematic reviews? Differences between reviews on complementary medicine. J R Soc Med. 96: 17-22, 2003.

NIELSEN, J. & TAHIR, M., Homepage Usability: 50 Websites Deconstructed, Indianapolis: New Riders, 2002.

NIELSEN, J. & LORANGER, H, Usabilidade na Web. Rio de Janeiro: Campus 2007

OBREGON, R. de F. A. O padrão arquetípico da alteridade e o compartilhamento de conhecimento em Ambiente Virtual de Aprendizagem. Tese (Doutorado) – UFSC, Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento/EGC, 2011.

THE COCHRANE COLLABORATION (Eua) (Org.). Cochrane Handbook for Systematic Reviews of Interventions. Disponível em: <http://www.cochrane.org/training/cochrane- handbook>. Acesso em: 03 janeiro. 2014.

Torres, C. (2009). A bíblia do marketing digital. São Paulo: Novatec.

POCINHO, Margarida. Lições de metanálise. 2008. Disponível em: <http://docentes.ismt.pt/~m_pocinho/Licoes_de_revisao_sistematica_e_metanalise.pdf>. Acesso em: 2014.

W3C. 2013. Disponível em: <www.w3c.org.com>. Acesso em: 2014.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.