A Influência do Design no Desenvolvimento de Vestuário Hospitalar para Pacientes

Heloisa Nazaré dos Santos, Edson José Carpintero Rezende, Daniela Isis de Souza Araújo

Resumo


O meio hospitalar possui potencial e demandas para desenvolvimento de “design” específico, a fim de atender principalmente o vestuário. Este artigo aborda a influência das metodologias projetuais de design aplicadas ao seguimento médico-hospitalar, especificamente ao estudo do vestuário hospitalar destinado a pacientes. As análises investigam usuários, procedimentos e processos do qual esse produto participa, assim como o ambiente e as situações de uso, ressaltando as possibilidades em estudos e vertentes que ainda podem ser exploradas, tais como estudo projetual segmentado, desenvolvimento de vestuários diferentes para demandas distintas e adaptação técnica e ergonômica dos produtos.

Palavras-chave


Design, vestuário hospitalar, ergonomia, conforto, usabilidade.

Texto completo:

PDF

Referências


BAXTER, M. Projeto de Produto: Guia prático para o design de novos produtos. 2. ed. São Paulo: E. Blucher, 2003.

BRAGA, I. M. S. Optimização do design do vestuário cirúrgico através do estudo do conforto termofisiológico. Guimarães: Escola de Engenharia da Universidade do Minho, 2008. Tese de Mestrado.

CAMARGO, M. G. de. Análise do vestuário dos profissionais do setor de enfermagem do Hospital Universitário de Maringá/UEM. In: Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design, 9, 2010, São Paulo. Anais do 9º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design. São Paulo: Associação de Ensino e Pesquisa de Nível Superior de Design do Brasil (AEND/Brasil), 2010. Disponível em: http://blogs.anhembi.br/congressodesign/anais/artigos/70281.pdf

COELHO, L. A. L. Conceitos chave em design. Rio de Janeiro: Novas Ideias, 2008.

DONDIS, A. D. Sintaxe da linguagem visual. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1997. (Coleção A). Tradução: Jefferson Luiz Camargo

GOMES FILHO, J. Design do objeto: bases conceituais. São Paulo: Escritura, 2006.

GOMES FILHO, J. Ergonomia do objeto: sistema técnico de leitura. Ergonômica. São Paulo: Escrituras, 2003.

GOMES FILHO, J. Gestalt do objeto: sistema de leitura visual. 8.ed. rev. e ampl. São Paulo: Escrituras, 2008.

GONÇALVES, E.; LOPES, L. D. Ergonomia no vestuário: conceitos de conforto como valor agregado ao produto de moda. Florianópolis: UDESC/CEART. Modapalavra. Estação das Letras Editora Ltda., v. 4, 2006;

IIDA, I. Ergonomia projeto e produção. São Paulo: Edgard Blücher, 2005.

ILTANEN, S; TOPO, P. Ethical implications of design practices: the case of industrially manufactured patient clothing in Finland, Proceedings of DesignInquiries - The Second Nordic Design Research Conference. Konstfack 27.- 30.5.2007, Stockholm. Available at: www.nordes.org/upload/papers/111.pdf. ISSN: 1604-9705

KUWABARA, C. C. T; ÉVORA, Y. D. M. OLIVEIRA, M. M. B. Gerenciamento de risco em tecnovigilância: construção e validação de instrumento de avaliação de produto médico-hospitalar. Rev. Latino-Am. Enfermagem [Internet]. set-out 2010 [acesso em: 10 out. 2012];18(5):[09 telas]. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v18n5/pt_15.pdf

LÖBACH, B. Design Industrial. Bases para configuração dos produtos industriais. São Paulo: Edgard Blücher, 2001. Tradução: Freddy Van Camp

MACIEL, D. M. H. A produção sustentável de uniformes profissionais: Estudo de Caso da Clínica Médica 1 do Hospital Universitário Ernani Polydoro São Thiago. 2007. 205f. Tese, Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção. Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis – SC. 2007.

MACIEL, D. M. H; COSTA, M. I. Metodologia de responsabilidade ambiental para o vestuário. In: Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design. 8. 2008, São Paulo. Anais do 8º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design. São Paulo: Associação de Ensino e Pesquisa de Nível Superior de Design do Brasil (AEND/Brasil), 2008. P. 4300-4304.

MANZINI, E. O desenvolvimento de produtos sustentáveis: os requisitos ambientais dos produtos industriais. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2005. p. 182.

MARTINS, B; COUTO, R. Fundamentos, propostas e perspectivas para o design comprometido com questões sociais. In: Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design. 7. Paraná: 2006.

MINISTÉRIO DA SÁUDE. Agencia Nacional de Vigilância Sanitária. Relatório Anual de Atividades – 2006. Brasília, 2007.

MINISTÉRIO DA SÁUDE. Comissão Intergestores Tripartite. Relação Nacional de Ações e Serviços de Saúde. Brasília, 2011.

MINISTÉRIO DA SÁUDE. Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos. Departamento de Ciência e Tecnologia. Classificação de risco dos agentes biológicos. Brasília: Editora do Ministério da Saúde, 2006. 36 p. – (Série A. Normas e Manuais Técnico).

MEDEIROS, M. J. F. Produto de moda: modelagem industrial com aspectos do design e da ergonomia. Diseño em PaIermo. Universidade de Palermo, 2007.

MENEGUCCI, F.; FILHO, A. G. S. Proteção e conforto: a relação entre os tecidos e o design ergonômico do vestuário para idosos. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO EM DESIGN, 9, 2010. São Paulo. Anais do 9º Congresso de Pesquisa e Desenvolvimento em Design. São Paulo: Associação de Ensino e Pesquisa de Nível Superior de Design do Brasil (AEND/Brasil), 2010. P. 5343-5353.

MONTEMEZZO, M. C. de F. S. Diretrizes metodológicas para o projeto de produtos de moda no âmbito acadêmico. Bauru, 2003. 97p. Dissertação (Mestrado em Desenho Industrial) - Universidade Estadual Paulista.

MUNARI, Bruno. Das Coisas Nascem Coisas. 2ª Ed. São Paulo: Martins Fontes, 2008. (Coleção a) Tradução: José Manuel de Vasconcelos.

ROSA, L; MORAES, A. A ergonomia e sua Aplicação na Indústria de Confecção do Vestuário. In: Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design, 8. Ed., 2008, São Paulo. Anais do 8º Congresso de Pesquisa e Desenvolvimento em Design. São Paulo: Associação de Ensino e Pesquisa de Nível Superior de Design do Brasil (AEND/Brasil), 2008. P. 2261-2264.

SILVEIRA, I. Usabilidade do vestuário: fatores técnicos/funcionais. Modaplavra. E-periódico. Ano 2, n.1, p. 21-39, jan-jul. 2008.

TEIXEIRA, M. B. S. O que é design? Belo Horizonte: SEBRAE/MG, 2009. 16 p. : il. color.

ULRICH, R. S. (2001). Effects of healthcare environmental design on medical outcomes. In A Dilani (Ed.) Design and Health: Proceedings of the Second International Conference on Health and Design. Stockholm, Sweden: Svensk Byggtjanst, 49-59.

VIACAVA, F. et. al. Uma metodologia de avaliação do desempenho do sistema de saúde brasileiro. Ciência e Saúde Coletiva. Rio de Janeiro: Abrasco, vol. 9, n. 3. P.711-724, 2004.

VIEIRA, G. B. B. Design e inovação no segmento médico-hospitalar: um estudo da indústria de equipamentos. 2009. 176p. Dissertação (Mestrado em Design) Programa de Pós-graduação em Design, UNISINOS, Porto Alegre, 2009.




DOI: https://doi.org/10.35522/eed.v22i2.164

Apontamentos

  • Não há apontamentos.