Design Televisual: Definições, Funções e Elementos

André Luiz Sens, Alice Theresinha Cybis Pereira

Resumo


Este artigo trata das características, funções e elementos que definem o design televisual, através de abordagens mercadológicas e comunicacionais. A partir de uma pesquisa exploratória, são considerados os sistemas de identidade e os demais elementos de informação, expressão e articulação dos conteúdos dentro do fluxo de programação dos canais. Os resultados visam definir as especificidades desse segmento do design e fomentar futuras pesquisas e projetos.

Palavras-chave


Design Televisual, Televisão, Mídia

Texto completo:

PDF

Referências


AAKER, David A. Construindo marcas fortes. Porto Alegre: Bookman, 2007.

AIGA. 2013. Disponível em: <http://www.aiga.org>. Acesso em: 21 jun. 2013.

AZNAR, Sidney Carlos. Vinheta: do pergaminho ao vídeo. São Paulo: Arte & Ciência, 1997. 192 p.

BONSIEPE, Gui. Design: do material ao digital. Florianópolis: FIESC/IEL, 1997. 191p.

BROWN, David R. Saul Bass - 1981 AIGA Medal. 1982. Disponível em: <http://www.aiga.org/content. cfm/medalist-saulbass>. Acesso em: 21 jun. 2013.

CALDWELL, John Thorton. Televisuality: style, crisis, and authority in American television. New Jersey: Rutgers University Press, 1995.

CARDOSO, João Batista. A cenografia televisiva: seu estilo e estrutura. Comunicação & Inovação, São Caetano do Sul, Sp, v. 1, n. 2, p.38-45, jan. 2001.

CESAR, Pablo; CHORIANOPOULOS, Konstantinos. Interactivity and user participation in the television lifecycle: creating, sharing, and controlling content. In: UXTV 2008, Califórnia. Anais... New York: ACM Digital Library, 2008. p. 125 - 128.

COSTA, Joan. Identidad televisiva en 4D. Bolivia: Grupo Editorial Design, 2007. 249p.

CYBIS, Walter de Abreu; BETIOL, Adriana Holtz; FAUST, Richard. Ergonomia e usabilidade: conhecimentos, métodos e aplicações. 2. ed. rev. e ampl. São Paulo (SP): Novatec, 2010. 422 p.DORNELES, Rogério de Abreu. O Design da Teledramaturgia: Um olhar sobre as vinhetas de abertura das telenovelas da TV Globo. 2007. 132 f. Dissertação (Mestrado) - Pontifícia Universidade Católica, Rio de Janeiro, 2007.

ESCOREL, Ana Luisa. O efeito multiplicador do design. 2. ed. São Paulo: SENAC, 2000. 117p.

FANUCCHI, Mario. Nossa Próxima Atração: O interprograma do Canal 3. São Paulo: Edusp, 1996. 228 p.

FRY, Tony. A New Design Philosophy: An Introduction to Defuturing. Sydney: University Of New South Wales Press, 1999. 304 p.

IVARS, Christian Hervás. El Diseño gráfico en television: técnica, lenguaje y arte. Madrid: Catedra 2002. 242p.

LUPTON, Ellen; PHILIPS, Jennifer Cole. Novos fundamentos do design. São Paulo: Cosac & Naify, 2008. 245 p.

MACHADO, Arlindo. A televisão levada a sério. 5. ed. São Paulo (SP): SENAC, 2000. 244p.

MALDONADO, Tomas. El diseno industrial reconsiderado. 3.ed Barcelona: G.G. Diseno, 1993. 125p

MEGGS, Philip B.; PURVIS, Alston W. História do Design Gráfico. São Paulo: Cosac Naify, 2009. 273 p.

MIZUGUTI, Denise. V. Videodesign na era digital: o formato visual de vinhetas de televisão. São Paulo, 2002, 110p. Dissertação de Mestrado – Programa de Mestrado em Comunicação, Universidade Paulista (UNIP).

PETRINI, Paulo. Um estudo crítico sobre o significado das vinhetas da Rede Globo. 1. ed. Maringá: Universidade Estadual de Maringá, 2004. Disponível em: <http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciHumanSocSci/article/view/1568>. Acesso em: 26 fev. 2011.

PIGNATARI, Decio. Signagem da televisão. São Paulo (SP): Brasiliense, 1984. 191 p.

PONTE, Raquel. 2009. Reflexões sobre o processo semiótico da identidade televisiva: o sonoro, o visual e o verbal nas vinhetas. Rio de Janeiro, 211 p. Dissertação de Mestrado em Design, Escola Superior de Desenho Industrial da UERJ – Universidade Estadual do Rio de Janeiro.

PONTE, Raquel; NIEMEYER, Lucy. Matrizes de linguagem e pensamento como análise da identidade televisiva. Caderno Seminal Digital, Rio de Janeiro, v. 13, n. 13, p.5-24, jun. 2010. Disponível em: <http://www.dialogarts.uerj.br/arquivos/seminal_13.pdf>. Acesso em: 26 fev. 2011.

RODRIGUES, Carlos Delano. Nomes de marca: uma classificação. In: 9º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design. São Paulo, SP: Blücher e Universidade Anhembi DORNELES, Rogério de Abreu. O Design da Teledramaturgia: Um olhar sobre as vinhetas de abertura das telenovelas da TV Globo. 2007. 132 f. Dissertação (Mestrado) - Pontifícia Universidade Católica, Rio de Janeiro, 2007.

ESCOREL, Ana Luisa. O efeito multiplicador do design. 2. ed. São Paulo: SENAC, 2000. 117p.

FANUCCHI, Mario. Nossa Próxima Atração: O interprograma do Canal 3. São Paulo: Edusp, 1996. 228 p.

FRY, Tony. A New Design Philosophy: An Introduction to Defuturing. Sydney: University Of New South Wales Press, 1999. 304 p.

IVARS, Christian Hervás. El Diseño gráfico en television: técnica, lenguaje y arte. Madrid: Catedra 2002. 242p.

LUPTON, Ellen; PHILIPS, Jennifer Cole. Novos fundamentos do design. São Paulo: Cosac & Naify, 2008. 245 p.

MACHADO, Arlindo. A televisão levada a sério. 5. ed. São Paulo (SP): SENAC, 2000. 244p.

MALDONADO, Tomas. El diseno industrial reconsiderado. 3.ed Barcelona: G.G. Diseno, 1993. 125p

MEGGS, Philip B.; PURVIS, Alston W. História do Design Gráfico. São Paulo: Cosac Naify, 2009. 273 p.

MIZUGUTI, Denise. V. Videodesign na era digital: o formato visual de vinhetas de televisão. São Paulo, 2002, 110p. Dissertação de Mestrado – Programa de Mestrado em Comunicação, Universidade Paulista (UNIP).

PETRINI, Paulo. Um estudo crítico sobre o significado das vinhetas da Rede Globo. 1. ed. Maringá: Universidade Estadual de Maringá, 2004. Disponível em: <http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciHumanSocSci/article/view/1568>. Acesso em: 26 fev. 2011.

PIGNATARI, Decio. Signagem da televisão. São Paulo (SP): Brasiliense, 1984. 191 p.

PONTE, Raquel. 2009. Reflexões sobre o processo semiótico da identidade televisiva: o sonoro, o visual e o verbal nas vinhetas. Rio de Janeiro, 211 p. Dissertação de Mestrado em Design, Escola Superior de Desenho Industrial da UERJ – Universidade Estadual do Rio de Janeiro.

PONTE, Raquel; NIEMEYER, Lucy. Matrizes de linguagem e pensamento como análise da identidade televisiva. Caderno Seminal Digital, Rio de Janeiro, v. 13, n. 13, p.5-24, jun. 2010. Disponível em: <http://www.dialogarts.uerj.br/arquivos/seminal_13.pdf>. Acesso em: 26 fev. 2011.

RODRIGUES, Carlos Delano. Nomes de marca: uma classificação. In: 9º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design. São Paulo, SP: Blücher e Universidade Anhembi Morumbi, 2010. CD-ROM. Disponível em: <http://blogs.anhembi.br/congressodesign/anais/artigos/67942.pdf>. Acesso em: 21 jun. 2013.

REQUENA, Jesus Gonzalez. El discurso televisivo: espectáculo de la posmodernidad. Madrid: Catedra, 1999. 168 p.

SENS, André Luiz. O Design televisual e a interatividade: identificando características e potenciais. Florianópolis, SC, 2011. 166 p. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Design e Expressão Gráfica, Florianópolis, 2011.

SILVEIRA, Rosana Vaz. Design televisual: linguagens e processos. 2008. 123 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Anhembi Morumbi, São Paulo, 2008.

TEIXEIRA, Carla Cristina da Costa. A linguagem visual das vinhetas da MTV: videodesign como expressão da cultura pós-moderna. Dissertação (mestrado) – Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Departamento de Artes, 2006 . 174 p.;

TEIXEIRA, Lauro Henrique de Paiva. Televisão Digital: Interação e Usabilidade. 2008. Dissertação (Pós-Graduação em Comunicação). Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação campus de Bauru. Universidade Estadual Paulista (UNESP). Bauru.

TIETZMANN, Roberto. Uma proposta de classificação para créditos de abertura cinematográficos. In: Anais do 3º Congresso Internacional de Design da Informação. Curitiba, PR: UNICENP, 2007. CD-ROM.

VILLAS-BOAS, André. O que é [e o que nunca foi] design gráfico. 3. ed. Rio de Janeiro: 2AB, 2000.

WHEELER, Alina. Design de identidade da marca: guia essencial para toda a equipe de gestão de marcas. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2012. 320p.

WILLIAMS, Raymond; WILLIAMS, Ederyn. Television: technology and cultural form. 2nd ed. London: Routledge, c1990. 164p.




DOI: https://doi.org/10.35522/eed.v22i2.161

Apontamentos

  • Não há apontamentos.