Mensuração de forças atuantes em sistemas de sustentação de roçadeiras laterais motorizadas: uma contribuição para a melhoria da postura do usuário

Daniel Augusto Ferrari

Resumo


O crescimento do setor agrícola familiar, bem como o de paisagismo, ocasionou um notável aumento na aquisição de ferramentas manuais motorizadas no Brasil, tendo assim demandado profunda atenção por parte de pesquisadores do ramo da Ergonomia, no que se refere principalmente à manutenção da postura com esses equipamentos. A presente pesquisa teve como objetivo investigar possíveis forças atuantes em sistemas de sustentação de roçadeiras laterais motorizadas. Participaram do experimento 40 sujeitos, que foram convidados a realizarem a montagem de um dos quatro equipamentos em análise, que, em seguida, era anexado a um dispositivo de mensuração de forças, desenvolvido especificamente para tal. Os resultados apontaram que alguns sistemas não proporcionaram o equilíbrio da máquina e que, consequentemente, empregaram maiores concentrações de cargas nos braços de seus utilizadores. Espera-se que o conhecimento produzido por esta pesquisa possa oferecer parâmetros para futuros projetos de sistemas de sustentação mais eficientes.


Palavras-chave


Ergonomia na Agricultura, Roçadeira Lateral Motorizada, Design de Produto.

Texto completo:

PDF

Referências


Agricultural and forestry machinery - Safety requirements and testing for portable, hand- held, powered brush-cutters and grass-trimmers - Part 1: Machines fitted with an integral combustion engine. Geneva: ISO, 2011.

Applied Ergonomics, [s.l.], v. 34, n. 3, p.257-264, 2003.

CARVALHO, A. J. et al. Análise postural de trabalhadores durante a aplicação de defensivos agrícolas no norte de minas gerais. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA, 43., 2014, Campo Grande. Anais... Campo Grande: Conbea, 2014. p. 1 - 4.

CEPAL. Perspectivas de la agricultura y del desarrollo rural en las Américas: una mirada hacia América Latina y el Caribe 2014. CEPAL, FAO e IICA, Santiago de Chile, 2014.

EM DESIGN, 2016, Belo Horizonte. Anais... Belo Horizonte: P&D, 2016.

FATHALLAH, F. A. Musculoskeletal disorders in labor-intensive agriculture. Applied ergonomics, [s.l.], v. 41, n. 6, p. 738-743, 2010.

FERRARI, D. A.; PASCHOARELLI, L. C.; SANTOS, J. E. G. Dispositivo de mensuração de forças aplicado à sistemas de suspensão de roçadeiras laterais motorizadas: um estudo de caso. In: 12° CONGRESSO BRASILEIRO DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO

FERREIRA, C. Husqvarna projeta forte aumento da produção no Brasil. Valor Econômico. São Paulo, p. 1-1. 23 jul. 2014. Disponível em:

FIEDLER, N. C. et al. Avaliação das Posturas Adotadas em Operações Florestais em Áreas Declivosas. Floresta e Ambiente, [s.l.], v. 18, n. 4, p. 402-409, 2011.

IIDA I. Ergonomia: projeto e produção. 2ed. São Paulo: Edgard Blücher, 2005. INTERNATIONAL ORGANIZATION FOR STANDARTIZATION. ISO 11806-1:

KROEMER, K.; GRANDJEAN, E. Manual de ergonomia: adaptando o trabalho ao homem. Porto Alegre: Bookman, 2005.

MACKIE, H. W. et al. Comparison of four different backpacks intended for school use.

MARTINS, L. T. C. Ideias de negócios: como montar um serviço de jardinagem. Brasília: Sebrae, 2011.

MEYERS, J. M. et al. Priority risk factors for back injury in agricultural Field work: vineyard ergonomics. J. Agromed. 8 (1), 37-52, 2001.

MOCCELLIN, A. S. et al. Avaliação ergonômica de um trabalhador da área de jardinagem: relato de caso. CBB: USP Ribeirão Preto, 2007.

POLETTO FILHO, J. A. Análise dos Riscos Físicos e Ergonômicos em Roçadora Transversal Motorizada. 2013. 165 f. Tese (Doutorado) - Curso de Faculdade de Ciências Agronômicas, Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho" - Unesp, Botucatu, 2013.

RIO, R. P.; PIRES, L. Ergonomia: fundamentos da prática ergonômica. 3 ed. São Paulo: LTr, 2001.

VERGARA, L. G. L. et al. Análise Ergonômica da atividade de Jardinagem e Paisagismo.

Revista Eletrônica Produção em Foco, Joinville, v. 2, n. 1, p. 85-105, 2012.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.